terça-feira, 3 de novembro de 2015

Vale tudo para sobreviver? O conflito moral em "The Walking Dead"

O texto abaixo é um trecho do artigo contido no livro ALÉM DA SINOPSE, escrito pela Psicóloga Fernanda Guimarães e pelo Especialista em Sociologia e Educação Roberto Guimarães.

Introdução

O seriado The Walking Dead tem mexido com a imaginação dos espectadores ao propor um cenário apocalíptico, no qual a maioria dos seres humanos, após sofrer contaminação, transformou-se em zumbi ou Walker, denominação atribuída pelos próprios personagens. Como os Walkers se alimentam também de humanos, eles se tornaram a maior ameaça à vida, e, sob esse risco constante, a sociedade civilizada desabou. Os indivíduos restantes não tem feito mais do que lutar por sua sobrevivência.


Ruínas de um mundo civilizado

As sociedades, como as conhecemos, são regidas por leis e regras morais que orientam os indivíduos na condução da vida, impondo-lhes ou sugerindo-lhes limites e referências de comportamento. Os atos que os excedem são frequentemente classificados como imorais, ilegais, ou, em casos extremos, desumanos.

Para ler o texto completo, além de outros artigos como este, adquira o livro ALÉM DA SINOPSE. 
Whatsapp 12 98116 0634
contato@grupoprojetar.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Filmes e Séries

Seguir por E-mail:

Todas as imagens utilizadas nos artigos foram extraídas do Google Imagens